Momento da Verdade

Caros leitores, 


Na reunião de hoje, quarta-feira dia 09/05/2018, repassamos o texto:

momento de luz


Momento da Verdade



Você olhará para cada pessoa, seja qual for a sua posição social, como pertencente a uma realidade básica igual à sua própria, verá que você é igual a todas as pessoas, seja um rei, papa ou presidente, pois debaixo da aparência externa, todos são originários da “grande unidade do ser”, portanto, “você já não se sentirá inadequado em nenhuma situação, pois terá avançado na força e na sabedoria extraídas da consciência divina e reconhecerá que você tem direitos iguais a todos os demais, tranquila  e serenamente, não permitirá que outros tirem vantagem de você”.

“Você será capaz de expressar-se com clareza e honestidade, com a devida consideração pelos sentimentos da outra pessoa. Você não terá mais vontade de denegrir o outro nem reduzir a sua autoestima. Ao contrário, você fará todo o possível para salvaguardar o auto-respeito deles, expondo a sua verdade de maneira clara, mas amorosamente. Lembre-se, quando exprimir a sua verdade para outro não é de sua incumbência dizer a ele como deveria agir em qualquer circunstância, nem como deveria reagir às suas palavras.

“Contudo, respeitando os valores universais da perfeita honestidade, do trabalho consciencioso, da boa vontade para com os demais e do cuidado para com os menos favorecidos, uma pessoa tem o direito de pleitear que estes valores prevaleçam sobre todas as outras considerações de conveniência dentro de um grupo, empresa da comunidade ou empreendimento nacional”. Você tem o legítimo direito de dizer como se sente diante do comportamento de menosprezo de uma pessoa com relação a você “e você deve estar ciente da necessidade de fazê-lo”.

“É provável que a sua cuidadosa honestidade seja necessária para resolver ou esclarecer uma determinada situação para o bem de todos”. Expresse a sua opinião com gentileza – diga suavemente ao outro como se sente nas atuais circunstâncias desagradáveis e explique o que o fez sentir-se assim. Não diga   “você fez tal e tal coisa” porque o outro sentirá que você o está culpando e isso despertará nele o mecanismo de defesa do ego. A partir daí o confronto será difícil e desagradável para ambos. Para aproximar-se de pessoas impulsionadas pelo ego, é preciso continuamente falar de maneira tal que elas nunca se sintam ameaçadas. Essa é a arte da comunicação amorosa e você só pode aprendê-la por erros e acertos e prática constante!

“Cada vez que você domina o seu ego, se torna mais fácil o relacionamento com os outros”, porque você está alcançando uma compreensão da função do ego em todas as pessoas. “Com o passar do tempo e da gradual libertação das garras do impulso egocêntrico, você perceberá – cada vez mais – que pode escutar os outros com empatia de alma e amor”. Se eles se comportam de uma maneira que anteriormente o teria ofendido ou causado dor, agora notará o bem-estar e o riso brotando em você. Então você saberá que a sua alma está em contato direto com “a consciência divina, pois seu estado natural é o do riso”.

(Cartas de Cristo)


(Fonte: Cartas de Cristo)

Paz Profunda!

————————————————————————————


.’.


* Responsabilidade escrita, revisão, edição – Discípulo Elias

* Digitação, revisão – Patricia Kelly Hasselmann

Fraternalmente,

Grupo Fraternidade EMC.

Trabalhando por uma Humanidade mais Feliz!

Esta entrada foi publicada em Cabala, Pesquisas e Estudos. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta