Expressão das Leis Espirituais

Caros leitores, 


Na reunião de hoje, quarta-feira dia 21/03/2018, apresentamos o tema que segue:

iuzExpressão das Leis Espirituais



Uma vez que você e o lugar de sua existência terrena foram criados desta maneira… Se você trabalha em harmonia com as Leis de sua Existência… Você abrirá seu sistema inteiro de alma, mente, emoções, corpo e circunstâncias pessoais para o fluxo constante da Consciência Divina, sua Força Vital. Os frutos do seu comportamento disciplinado retornarão para abençoá-lo e a torná-lo cheio de saúde, harmonia e prosperidade.

Se, por outro lado, você ignora as Leis da Existência e continua vivendo da mesma maneira que vivia antes de ter recebido esta mensagem, então a sua vida continuará sendo marcada pelo tumulto, condições climáticas difíceis, pragas nas colheitas, desastres econômicos, privação de alimentos, e uma vida estressante.

Eu tenho falado através destas Cartas – expressamente – para permitir que você alcance um verdadeiro e constante estado de paz mental, amor espiritual, alegria e cura interior da mente, das emoções e do corpo físico.

Você já deve ter compreendido que este era também o único propósito que existia por trás da minha missão com as pessoas na Terra – mostrar como elas mesmas estavam criando a sua própria miséria.

As igrejas “Cristãs” vêm ensinando que você foi criado por “Deus”, que deve “adorar e agradar a Deus” respeitando as suas Leis. Mas isso não é verdade. “Adorar a Deus” é um rito pagão. Quando as pessoas “adoram a Deus” o colocam em separado e acima delas – “inalcançável e para ser temido – pois quem sabe que mal Ele poderá enviar a Terra se as pessoas não agirem de acordo com a sua vontade”!

Porém essa não foi a mensagem que eu trouxe a Terra. Eu falei do “Pai” que satisfaz todas as necessidades, que responde quando é chamado, que cura quando pedimos para fazê-lo, que está “dentro das pessoas” ao mesmo tempo em que é transcendente a elas, o que significa que o Criador é Universal.

A Religião Judaica ensinava que somente os sumos Sacerdotes poderiam aproximar-se do “Santo dos Santos” e fazerem súplicas pelo povo. A população só poderia aproximar-se de Jeová através dos sacerdotes, trazendo pássaros e animais para que fossem oferecidos em sacrifício, queimados para apaziguar Jeová pelos “pecados” das pessoas. Através desses meios, os Judeus obtinham o “perdão dos pecados”.

Eu ensinei repetidas vezes às pessoas que elas receberiam o perdão do “Pai” para os seus pecados segundo a sua própria boa vontade para perdoar os outros, pois seria dado a elas de acordo com a sua própria “semeadura”.

Eu também ensinei as pessoas a se aproximarem do “Pai” diretamente e a rezarem de forma simples, pedindo aquilo que necessitassem para suas vidas. Assegurei que elas seriam ouvidas e as suas súplicas respondidas, desde que fossem feitas com fé total, sem nenhuma dúvida em suas mentes.

Você deve compreender que tudo o que ensinei aos Judeus estava em conflito direto e em oposição ao que os seus Anciões Religiosos ensinavam e foi esse o motivo pelo qual os Sacerdotes me odiaram – e me crucificaram, uma vez que eu estava roubando os seus exaltados cargos de “guarda-costas pessoais” do “Todo Poderoso”.

Devido ao temor das represálias depois da minha morte, os discípulos não se libertaram completamente do Antigo Testamento. Assim, muito do que existe no Antigo Testamento foi passado para a religião “Cristã”.

Como alternativa ao sacrifício de animais, o corpo e o sangue de “Jesus” são oferecidos pelos sacerdotes no altar. Após muitos anos e de Roma assumir o posto de protetora da religião “Cristã”, assim como os sacerdotes Judeus já haviam feito antes, também os sacerdotes “Romanos” se vestiram com caríssimas roupas e utilizaram acessório de prata e ouro para as cerimônias religiosas”.


(Fonte: Cartas de Cristo)

Paz Profunda!

————————————————————————————


.’.


* Responsabilidade escrita, revisão, edição – Discípulo Elias

* Digitação, revisão – Patricia Kelly Hasselmann

Fraternalmente,

Grupo Fraternidade EMC.

Trabalhando por uma Humanidade mais Feliz!

Esta entrada foi publicada em Cabala, Pesquisas e Estudos. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta