A Verdade que Vence

Caros leitores,


Na reunião de hoje, quarta-feira dia 29/11/2017, apresentamos o tema que segue:

verdade

A Verdade que Vence



Se durante um conflito com outra pessoa você der tempo, espaço e compreensão e encontrar somente uma teimosa resistência na forma da contínua afirmação do sentimento pessoal ofendido, então você está lidando com a cegueira egocêntrica e a única coisa que poderá fazer é rir, se dar por vencido e seguir adiante. Seguindo o seu caminho, perdoe e compreenda que o ego dela o controla. Você pode ter sido vencido, mas obteve uma vitória sobre o seu eu e se absteve de introduzir vibrações negativas em seu campo de consciência.


O pior que você pode fazer para promover a discórdia é dizer a uma pessoa que “não deve se sentir assim” ou que “ela não quer realmente dizer o que está dizendo”. Essas duas frases são uma grosseira violação da dignidade e do respeito devido a ela “e você está rejeitando a realidade humana dessa pessoa”. Você pode perguntar a pessoa: “você realmente quer dizer o que está dizendo?”. Se a resposta for “sim” então isso deve ser aceito e a discussão deve continuar a partir desse ponto. 


Nunca ignore o que outro está tentando dizer a você porque não quer enfrentar o que está sendo dito. Isso é covardia e seu ego marca pontos. Seja corajoso e escute, – com os dois ouvidos abertos para receber a verdade por trás das palavras. 


“Você sempre deve aceitar a “realidade” de uma pessoa”, – esteja ou não de acordo, ainda que algum aspecto o assuste ou desagrade. Lembre-se: você não conhece todas as circunstâncias a partir das quais essa consciência humana tenha se desenvolvido até a sua forma atual. Se você julgar, criticar e condenar de qualquer modo, erguerá entre você e essa pessoa uma barreira que não será removida, por mais que você deseje esquecer tudo o que é negativo nela e que voltem a ser amigos no futuro. Sem se dar conta, aquilo que você rejeitar ficará em sua consciência como base para discórdias futuras, que crescerão e por fim importarão mais do que o afeto.


Involuntariamente, no futuro você dirá coisas que refletirão a sua desconfiança secreta ou descontentamento encoberto. Em lugar de aceitar suas fraquezas com amor e de ajudar a pessoa a trabalhá-las e superá-las, você a colocará em guarda contra você e ela nunca confiará em você completamente”. Seu ego e o ego dela terão mantido uma batalha secreta da qual nenhum de voc

ês terá consciência.


O amor pode se transformar em ódio. “lembre-se: sua vida é um estado de consciência no qual os pensamentos e os sentimentos estão depositados como em uma caixa forte, deixe que a aceitação e o amor sejam como o aço de que é feita a caixa,  quando encontrar uma pessoa por quem se sinta atraído, mesmo que por simples amizade, e descobrir que há elementos de seu passado que são contrários aos seus princípios, você tem essas opções”:


1ª permanecer em contato com ela aceitando plenamente o seu passado e, se possível,  em situações futuras apontando com lógica e amorosidade a característica, ajudando-a a crescer, ou se isso for impossível,


2ª prontamente se afastar da situação, até que você veja os problemas dela a partir de uma perspectiva de aceitação amorosa inspirada pela consciência divina e a encontre receptiva aos seus princípios.


Nunca acuse uma pessoa de agir impulsionada pelo ego, pois todos os seres humanos somos impulsionados pelo ego em maior ou menor grau, nunca adote uma postura que humilhe o outro!” 


(Cartas de Cristo)

Paz Profunda!

————————————————————————————

.’.


* Responsabilidade escrita, revisão, edição – Discípulo Elias

* Digitação, revisão – Patricia Kelly Hasselmann

Fraternalmente,

Grupo Fraternidade EMC.

Trabalhando por uma Humanidade mais Feliz!

Esta entrada foi publicada em Cabala, Pesquisas e Estudos. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta