A construção do pensamento inteligente é da própria consciência humana

Caros leitores, 


Na reunião de hoje, quarta-feira dia 21/06/2017, repassamos um tema relacionado ao pensamento inteligente e a consciência humana:

pensamento positivo

A construção do pensamento inteligente é da própria consciência humana

Em que momento da criação a “consciência” entrou nos organismos vivos? E como foi que o pensamento inteligente, que considera e decide, chegou ao campo da matéria inanimada inconsciente?

Sem a consciência inerente, como pode ocorrer tanta atividade informada e informante em uma célula que é invisível a olho nu? 


Tal atividade não é o produto da consciência/conhecimento, demonstrando a presença de vida “inteligente” em seu aspecto mais básico?

Uma simples célula viva em forma de bactéria pode mover-se sozinha e viver sua própria vida especializada e excitante no ambiente, ou, como um vírus, realizar seu trabalho especializado e mortal de atacar alvos específicos nos organismos vivos. 


Por outro lado, a célula pode estar fixa em um organismo, realizando seu trabalho altamente importante de construção e de manutenção de alguma parte do organismo. Tal trabalho produz “matéria viva” precisamente adequada, e necessária ao órgão vivo sobre o qual trabalha, sejam partes do corpo humano ou de vida animal, ou vegetal, tais como os dedos dos pés do ser humano e o baço, ou a pele do animal e as presas, ou as escamas do peixe e a plumagem das aves, ou a copa das árvores e as folhas nos ramos, ou as pétalas das flores, ou as antenas das mariposas e suas asas diáfanas, a pele do réptil, dos crocodilos e seus dentes e os olhos da lula que mudam de cor segundo a sua necessidade de camuflagem.


Cada um destes fenômenos físicos completamente diferentes, e aparentemente não relacionados, foi criado pelo trabalho especializado e individualizado de bilhões e bilhões de células vivas idênticas.

Ao contemplar a grandeza e a diversidade do trabalho realizado por uma simples célula viva e invisível a olho nu, – você pode acreditar em um universo mecanicista?

Seria possível fazer tudo isso se a “matéria” produzida por tais células fosse ilógica, sem nenhum objetivo razoável e sem nenhuma razão para a sua existência e desprovida de consciência pessoal?


Este não é o caso! Estas células vivas idênticas trabalham juntas em harmonia dentro do homem ou do animal, para fazer um fígado com suas múltiplas funções no corpo; para criar um olho complexo que tem seu propósito específico de pôr o organismo em contato direto e inteligente com seu ambiente, incorporando a ajuda do cérebro; para fazer ossos fortes, expressamente desenhados em conjunto com tendões e músculos, para unir-se a outros de maneira tão conveniente que permitem o pleno e ágil movimento do organismo. Além disso, células nunca interferem no trabalho de outras células.


Ao criarem um rim, não fazem de repente uma orelha. Ao criarem cabelo, não se lançam subitamente a fazer pele. Não, as células criam o couro cabeludo e as mesmíssimas células criam o cabelo. A única diferença entre as células da pele e as do cabelo é o trabalho que realizam, segundo após segundo, durante toda uma vida. Por quê? Qual é o “Fator Motivador e Inspirador”? Acidente?


Que inteligência organizadora pôs em movimento todo o processo de criação, desde o nível mais fundamental de formação de simples elementos a partir de partículas elétricas livres no “espaço” até a combinação de elementos para formar substâncias químicas, a combinação correta de substâncias específicas para formar uma molécula viva, a combinação correta de moléculas vivas para fazer uma célula viva, que pode receber alimentos, eliminar resíduos, construir segundo especificações claras, deslocar-se e sustentar conscientemente esse enorme edifício da criação através de bilhões de anos?”


(Fonte: Cartas de Cristo)


* Responsabilidade escrita, revisão, edição – Discípulo Elias

* Digitação, revisão – Patricia Kelly Hasselmann

Fraternalmente,

 

Grupo Fraternidade EMC.

Trabalhando por uma Humanidade mais Feliz!

Esta entrada foi publicada em Cabala, Pesquisas e Estudos. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta